Constelação do Trauma-psicotraumas

Postado em Constelação do Trauma/Psicotraumas

Segundo Vivian Broughton o trauma é a questão mais difundida e não abordada de nossa sociedade; isso afeta todos nós, individualmente, coletivamente, socialmente e globalmente. Com a Constelação do Trauma observamos que os psicotraumas afetam profundamente a capacidade de sermos autônomos e auto responsáveis, de saber quem realmente somos e a nossa capacidade de criar e manter relações construtivas e satisfatórias.

Existem muitas dúvidas sobre constelação e uma delas é se podemos constelar para outra pessoa.
Você acha que pode curar alguém além de você?

Ninguém pode curar o trauma de outra pessoa, então devemos começar com o indivíduo … você. Este post é um convite para você pensar em si sobre uma perspectiva diferente, a perspectiva da sua identidade, da sua autonomia e do seus psicotraumas, e não sobre os traumas do outro que não tem como você mudar.

Desde muito cedo os traumas podem provocar a cisão da psique(alma) da pessoa e o impacto transgeracional de traumas vividos na relação com os pais ou quem faz esta função, também trazem dores que afetam sua vida.

A constelação do trauma é um processo, um convite para sua jornada desde a sua concepção, passando pelo tempo que vai do útero até o nascimento, a primeira infância, a infância até a vida adulta, e isso é feito sob a perspectiva de compreender o impacto de chegar a um contexto que pode estar traumatizado.

Quando se quer curar o outro estamos fora de lugar e muitas vezes fechando os olhos para a parte que devemos curar em nós.

Aguardem os próximos posts! Também veremos o que significa ter uma identidade saudável, saber quem você realmente é e como os eventos traumáticos e as “heranças” podem minar isso e, em seguida, o que você pode fazer a respeito.

Receba nossa Newsletter

Entre em contato!